Na hora do voto

Pesquisa Datafolha sobre Religião e comportamento eleitoral,  mostra que na hora de votar, 81% dos brasileiros que têm religião, não costuma levar em conta os candidatos apoiados por seus líderes religiosos.

O levantamento foi feito nos dias 27 e 28 de setembro de 2017 e foram realizadas 2.772 entrevistas presenciais em 194 municípios brasileiros.

Interessante observar na pesquisa, é que a grande maioria dos entrevistados declarou nunca ter votado em algum candidato por indicação de suas lideranças religiosas e apenas 9% deles declara já ter feito a opção do voto por influência de seus líderes.

A pesquisa aponta também, que entre os evangélicos, essa taxa está acima da média e 16% deles já fizeram a opção nas urnas sob a influência dos pastores, e entre os evangélicos Neo Pentecostais essa taxa é ainda maior, chegando a 28% dos entrevistados.

O estudo observou, que a religião é um aspecto importante para os brasileiros no momento de decidir seu voto, principalmente quando o assunto é a presidência do País.

O candidato que tem alguma religião – católica ou evangélica – são mais bem aceitos do que um candidato ateu.

 

Outros levantamentos da Pesquisa

 

Os brasileiros acreditam em Deus

Outro ponto abordado pela pesquisa, mostra que 98% dos Brasileiros acredita em Deus.

A metade (52%) se diz católica, 32% evangélica, 4% Espírita, 2% Umbanda ou Candomblé, entre outras religiões menos citadas. Uma parcela de 8% se considera agnóstica – acreditam que Deus ou Deuses podem ou não existir – curioso observar que entre os mais jovens o índice alcança 14% que se diz agnóstico.

Frequência nos cultos religiosos

96% dos brasileiros adultos, costuma ir a cultos religiosos. Desses, 31% vai aos cultos mais de uma vez na semana – entre os evangélicos o índice sobe para 58%.

Em seguida temos:
– 29% são os que costumam ir uma vez na semana
– 9% costuma ir uma vez a cada 15 dias
– 15% uma vez por mês
– 5% uma vez a cada 15 dias
– 8% uma vez por ano ou menos
– 4% não costuma frequentar os cultos.

Discriminação religiosa

Com relação à discriminação religiosa, 57% avaliaram que os evangélicos sofrem algum tipo de preconceito no país, e 40% declara que os evangélicos não sofrem nenhum tipo de preconceito e 3% não opinaram.

Essa percepção de que os evangélicos são discriminados é mais alta entre os próprios evangélicos (73%) do que entre os demais credos religiosos.

E o dinheiro? para onde vai?

Para 62% dos brasileiros, o dinheiro doado nas Igrejas Evangélicas não é usado só para obras da própria igreja, mas também para outras finalidades.

Para 23% dos entrevistados o dinheiro se destina somente para obras da própria igreja e esse índice sobe entre os evangélicos. São 41% deles, que acreditam que o dinheiro é destinado apenas para feitos da própria igreja. Uma parcela de 14% não opinou.

 

Estudo completo

Para baixar o estudo completo, clique aqui!

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s